Papéis para modelagem, tipos e melhor uso


Qualquer papel que dê para escrever sobre ele dá para fazer moldes. Os papéis mais grossos (de maior gramatura) são usados para fazer moldes de bases que serão usadas para criar outros modelos ou cópia. Precisam ser feitos em papéis mais firmes para serem usados como gabaritos. Os papéis intermediários, de gramatura entre 56 e 80 g/m2, são ótimos para fazer moldes de todos os tipos de roupas. Bem usados para ir direto para o corte no tecido. Os papéis mais fininhos, de baixa gramatura, são ótimos para verificar o comportamento da peça no corpo ou no manequim e para fazer drapeados. Segue uma seleção de papéis que já usei para fazer moldes:

Papel para ploter (impressora usada para imprimir mapas, plantas, moldes ou baners maiores). Este papel é vendido em bobina e é igual ao sulfit, só que vendido em rolo. Tem várias gramaturas, 56, 72 e 90 g/m2 (gramas por metro quadrado). Para fazer molde eu prefiro o de 56 g/m2 porque dá para trabalhar o fechamento das pences e pregas mais fácil. São comumente vendidos em duas larguras, 61 cm ou 91 cm (610/914 mais precisamente).

Bloco de papel flip-chart: são papéis sulfit A1 (59×84 cm) ou A2 (42×59 cm)vendidos em blocos com 25, 50 ou 100 folhas e a gramatura varia de 56 ou 72 g/m2. É o papel que vocês mais me vêem usando nas aulas porque ele é prático para mim, pois penduro na parede e fica fácil guardar. Uso muito este papel nas aulas por ser branco. O branco destaca bem o traço da caneta preta que uso nas aulas. Fica mais fácil para a câmera capitar e vocês visualizarem melhor o desenho dos moldes. Compro sempre o A1 por ser um pouco maior.

Papel monolúcido: é o mesmo papel usado para fazer bobininhas de máquina de cartão ou embalagens de pipoca ou salgadinho. É um papel de superfície lisa, vendido em rolos de 40, 60 e 90 cm na cor branca nas gramaturas 56 ou 75 g/m2. O único inconveniente é que é ruim de apagar escritas com lápis.

Papel kraft: este vem sendo o preferido pelas modelistas há algumas décadas. É bom para lápis e borracha, mas não caneta, pois, por ser poroso, gasta mais tinta. Como uso mais caneta, não gosto muito. Uso mais quando quero fazer uma base que precisa se destacar sobre o papel branco nas aulas que gravo para vocês. Tem de diversas gramaturas. Vai do 80 g/m2 até 500 g/m2 sendo acima de 200 g/m2 usado mais em artesanato e cartonagem. Para fazer molde, 80 g/m2 é mais maleável. Se vai fazer moldes base para guardar e usar como gabarito, o de 150 ou 200 g/m2 é suficiente. Mais que isto o papel quebra. É vendido comumente de 60, 70, 80, 90 ou 100 cm de largura.

Papel de isolamento ou mascaramento: vendido em casas de material de construção, casas que vendem produtos para oficinas mecânicas e casas de tinta. Geralmente de 45 ou 55 g/m2, é vendido nas larguras de 50, 60, 90 e 120 cm. É parecido com o kraft, porém mais liso. O custo benefício em relação ao Kraft é melhor.

Papel semi kraft: de gramatura mais baixa é mais fino que o kraft tradicional (varia de 45 a 80 g/m2). Tem a superfície mais lisa de um lado e rústico do outro. É semelhante ao papel usado antigamente como papel de embrulho. O custo benefício dele é ótimo. Vendido em casas de material de construção, casas que vendem produtos para oficinas mecânicas e casas de tinta. É o que mais uso para fazer moldes para o dia a dia. É mais fino e fica ótimo na hora do corte. Vendido em bobinas (rolo) com larguras que variam de 60 a 90 cm. O inconveniente é que rasga fácil.

Papel jornal: é o papel usado para imprimir jornais ou folhetos de propaganda e antigamente usado também em embrulho em casas de ferramentas. Geralmente vendido retangular com 33×48 cm. É bem barato. O único inconveniente é que rasga com facilidade e não tem tamanhos maiores.

Papel manilha ou HD: é o nosso bom e velho papel de embrulho usado na década de 70 para embrulhar roupas, livros, carne em açougue e verduras na feira. Vendido em rolo na cor rosa , cinza ou amarela, mas também em retângulos A2. O custo benefício é ótimo, mas ultimamente está sendo difícil de encontrar. Já procurei por aqui e não achei. Era o meu preferido para fazer moldes. Gosto do tom rosa deste papel. A gramatura varia entre 55 e 60 g/m2 nas larguras de 50 a 100 cm. É liso de um lado e rústico do outro. É um papel mais firme que o semi-kraft.

Papel cartão: este é um papel que se encontra facilmente em qualquer papelaria, pois é muito requisitado pelos professores de arte nas escolas. Gosto deste papel para fazer bases que vou usar em transformação, pois permite ser usado como gabarito. Tem de diversas cores. A maioria colorido do lado liso e beje do lado rústico. Geralmente possui 225 g/m2, vendido em placas retangulares de 48×66 cm.

Papel manteiga: papel mais fininho, leitoso, muito bom para fazer peças drapeadas ou com bastante pregas. Pode ser usado para testar o caimento no corpo do manequim ou no próprio corpo. Pessoalmente não gosto muito, pois ele quebra um pouco nas dobras e é bem caro também. Vendido em armarinhos, papelarias ou em locais que vendem material para culinária, pois é bem usado na indústria gastronômica. Vendido em rolo ou retangular e as larguras variam muito. A gramatura varia entre 35 e 50 g/m2. Para molde quanto mais fininho melhor.

Papel de seda: o meu queridinho para testar moldes. Uso para testar pregas, drapeados e caimento de um molde. É bem fininho, fácil de encontrar, pois qualquer papelaria vende. É o famoso papel de pipa. Um papel bem barato que dá para testar moldes em manequins ou no próprio corpo. Fiz um vídeo ensinando a usar este papel:

One thought on “Papéis para modelagem, tipos e melhor uso

  1. Gosto muito do trabalho de Marlene Mukai!..sempre que possível endico ela nos grupos de costura !tenho os moldes prontos .Moldes e Recortes…mas aprendi fazer por medidas desde criança. Gosto de uma feita feita c/ a medidas exatas de quem irá usá-la, por isso gosto muito de Marlene Mukai.
    Adoro seguir ela no YouTube .
    Tenho limitações, pois tive AVC, enfarto e fiz 5p.de safena. Mas sou deficiente, lado direito comprometido!
    Não vou desistir de meus sonhos abraços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.